#RPGaDay2015 – Passando a régua

logo #RPGaSAY2015Ao longo do mês de Agosto, eu participei da gincana do #RPGaDAY2015, tentando fazer posts diários respondendo as indicações propostas e postando em alguns grupos do Facebook na esperança de ter algumas conversas legais sobre RPG. Deixei de fora 9 posts de 31, acho que mereço um 6,5 pela tentativa. Quem sabe no ano que vem eu consigo postar sem falhar.

Porém, para não deixar a parada furada, vou passar a régua e falar de maneira bem breve as indicações dos dias que eu deixei de postar ao longo do mês. Em alguns vou continuar com o esquema de apontar uma indicação nacional e outra internacional, mas quando não fizer sentido (ou eu simplesmente não quiser, como é o caso do dia 23) eu vou falar só sobre uma (ou três). Vamos lá?

Dia 9 – Mídia favorita que gostaria que fosse um RPG

  • Nacional: O Homem que Enganou o Diabo. Fála sério! Aquilo é um cenário de RPG no nordeste mágico esperando para acontecer! Tem ação, tem magia, tem criaturas sobrenaturais!
  • Internacional: Mega Man X. A série toda. O cenário é muito foda e a trama da caça aos mavericks dá muito pano pra manga.

Dia 15 – Campanha de RPG mais longa que já jogou

Tirando Live Action, onde os jogos são mensais ou bimestrais e as “campanhas” se arrastam por anos, a campanha mais duradoura que já joguei foi uma de AD&D que se arrastou por bem uns três anos. Nós jogávamos numa freqüência impressionante, quase toda semana. E de vez em quando mais de uma vez por semana. Mas isso foi na época do final do primeiro grau, quando era fácil jogar isso tudo. Lembro que eu jogava de Ranger elfo, consegui rolar o hipogrifo na tabela de seguidores animais (vocês não fazem idéia do quanto eu queria aquele resultado), também consegui um Machado do Retorno e atingi o limite de avanço de nível da classe (porque o AD&D tinha isso), então eu basicamente ficava mais forte apenas por conta dos tesouros que encontrávamos.

 

Dia 16 – Sessão de RPG mais longa que já jogou

Também foi de AD&D. Mas muitos anos depois da campanha mais longa. Um amigo de Fortaleza veio visitar a galera em Brasília e combinamos um joguinho amistoso na casa da família dele, que ficaria vazia pelo final de semana. A gente se empolgou e o joguinho amistoso durou bem umas 13 horas. Sério. 13 horas movidas a refrigerante, um pouco de saquê, muita pizza e o vigor da juventude que você só tem aos 20 anos.

Dia 20 – RPG de Horror preferido

 

  • Nacional: Trevas. Muito pelo cenário. Eu realmente não gosto do Sistema Daemon.
  • Internacional: Dresden Files. Alguns podem dizer que ele não é de horror de verdade, apenas um mundo moderno com criaturas. Eu rebato dizendo que isso pode ser alegado a respeito de quase qualquer jogo tido como de horror, inclusive Call of Cthullu e o Mundo das Trevas.

 

Dia 21 – Cenário de RPG preferido

 

  • Nacional: Tormenta. Eu o vi nascer, acompanhei seu crescimento. É difícil pensar em qualquer outro cenário nacional que eu goste tanto ou mais. Talvez Invasão.
  • Internacional: Cosmologia do D&D 4e. A 4ª Edição do D&D pegou a cosmologia padrão descrita no Planescape e fez meio que uma versão Ultimate. Tal qual no universo Ultimate as origens quase todas se ligam ao Capitão América, na cosmologia da 4e elas se ligam à guerra dos deuses contra as abominações de fora da realidade. Os planos foram refeitos para serem menos conceituais e mais aventuráveis. Enfim. Sinto que, como cenário de jogo, os mundos do D&D 4e funcionam melhor que qualquer outro.

 

Dia 22 – Ambiente perfeito para jogar RPG

Não sou exigente. Tendo uma mesa, cadeiras confortáveis (mas não demais, senão os jogadores dormem) e bastante comes e bebes, qualquer lugar fica bom. Pontos de bônus se o lugar não for barulhento, nem exposto aos elementos.

Dia 23 – Jogo perfeito para você

Na realidade, há três jogos que eu considero perfeitos:

  • Earthdawn 1ª Edição
  • Lenda dos Cinco Anéis 4ª Edição
  • Mutantes & Malfeitores 2ª Edição

Estes jogos conseguiram, em minha opinião, harmonizar perfeitamente cenário (ou gênero) e regras, de maneiras que as regras parecem naturais, sem serem excessivas, mesmo estando sempre presentes. Elas não são obstáculos ou entraves, mas sim reforçam o gênero e levam o jogador a entrar nos conformes do que o jogo propõe-se.

Dia 25 – Mecânica de jogo revolucionária preferida

Drama Points. Chame como quiser, eu chamo de Drama Points porque quando eu vi essa mecânica pela primeira vez foi no 7th Sea e esse é o nome que são lá. São pontos que os jogadores usam como suborno para convencer o mestre a deixá-los alterar a história, e vice-versa.

O jogador encontra um NPC, entrega um desses pontos para o mestre e sugere que o NPC em questão é um velho amigo. Ou, o mestre quer que um vilão derrotado fuja, então entrega um ponto para cada jogador cujo personagem está em condições de perseguir e diz que o vilão de alguma forma conseguiu escapar.

Eu adoro essas mecânicas que dão maior controle dos jogadores sobre a história.

Dia 30 – Celebridade jogadora de RPG preferida

 

  • Nacional: Marcelo Adnet. Olha o vídeo no final.
  • Internacional: Stephen King.

—-

Bom. É isso. Finda a campanha, voltaremos em breve com a nossa programação normal.

 

Anúncios

Sobre CF

A fellow brazillian player.

Publicado em 31/08/2015, em Opinião e marcado como . Adicione o link aos favoritos. 2 Comentários.

  1. Felipe Viveiros

    Adorei as dicas acima!
    E o seu comentário sobre a cosmologia do D&D 4ªE me fez querer dar uma olhada nela! E olha que até hoje nada tinha me feito ter real vontade de olhar essa edição com mais atenção! Mas a premissa me pareceu bem interessante. 🙂

    Curtir

    • Que bom que você curtiu as dicas, cara. 🙂

      Eu entendo a maioria das reclamações a respeito da 4e em questão de regras, mas em termos de cenário, sinto que eles fizeram um trabalho sensacional e que muitas vezes não é reconhecido por estar numa das edições mais odiadas (talvez a mais odiada) do D&D. O problema é que para ver isso, você tem que sair consultando uma pá de livros e artigos da Dragon Magazine. Uma tarefa bem chata se você não curte o jogo.

      Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: