Pactos Infernais – parte III

Chegamos, então, ao post final desta série curta sobre pactos infernais para warlocks. Caso não tenha lido os posts anteriores, recomendo que o faça. Eles podem ajudar bastante para tornar este aspecto de seu personagem mais interessante de ser explorado.

Então, vamos ao material.

– – –

Exemplos de Patronos:

Eis alguns exemplos de patronos infernais para seu Warlock. Além de um breve texto sobre quem eles são, estão descritos as causas que estes seres abraçam, alguma característica comum aos Warlocks que possuem estes patronos, bem como a forma como eles preferem manifestar sua vontade e comunicarem-se com seus asseclas. Nada disso é obrigatório, mas sim ferramentas para o jogador e mestre poderem trabalhar caso queiram explorar a relação entre o Warlock e o patrono.

Baalzebub de Maladomini

Baalzebub por Daarken. Fonte: Fiendish Codex II.

Baalzebub por Daarken. Fonte: Fiendish Codex II.

Também conhecido como a Lesma Arquiduque, Baalzebub já foi um archon chamado Triel, que vivia no Monte Celestia. Porém, por conta de seu egoísmo e pela busca incessante por perfeição, ele foi acusado do pecado da soberba, teve suas asas extirpadas e foi arremessado nas profundezas de Baator. Asmodeus rapidamente o promoveu a um membro da nobreza baatezu, e Baalzebub ascendeu na hierarquia dos infernos rapidamente. Logo, ele tinha uma rede tão vasta de informantes e agentes em baator e além, que ele ganhou a alcunha de “Senhor das Moscas”, pois era dito que nem mesmo o bater de asas de uma mosca lhe passaria sem ser informado.

Porém, seu domínio sobre a política infernal deixou o preferido de Asmodeus ganancioso demais. Por incitar uma revolução nos Nove Infernos e tentar derrubar seu próprio rei, Baalzebub foi punido. No lugar de tirar-lhe o trono, o Rei do Inferno tirou-lhe a aparência angelical que ainda detinha, desfigurando-o e dando-lhe a aparência de uma lesma gigante.

Atualmente, Baalzebub dedica-se abertamente a sabotar os esforços de Mephistópheles, quem ele culpa por sua derrota durante a revolta que incitou e acredita deter a chave para retorná-lo à sua aparência angelical. Bem como, ele trama secretamente vingar-se de Asmodeus, pois sente-se profundamente humilhado e debilitado pelo castigo que levou.

Baalzebub é talvez o arquiduque dos infernos com o maior número de cultistas no Plano Material Primário, sendo extensivamente cultuado por Bugbears e em segundo lugar por humanos.

Causa: Baalzebub é o patrono da força e sagacidade, e exige daqueles quem ele reveste de poder que sempre cultivem ambos aspectos. Sempre perfeccionista, ele é um dos patronos mais dispostos a retirar os poderes de seus asseclas em caso de falha.

Warlocks:
Cantrips: Eldritch Blast, Minor Illusion;
• 1st Level Spells: Charm Person, Illusory Script;
Invocations: Beguiling Influence, Devil’s Sight;
Pact Boon: Pacto da Lâmina. Favorecerem armas mais brutais, que aproveitem melhor a força de seu usuário. Tais armas sempre possuem decorações agressivas, com pontas, espinhos e uma camada de sangue que parece nunca secar.

Aparência: Orgulhoso, Baalzebub sempre apresenta-se no Plano Material Primário disfarçado como um humano alto, belo e de traços
angelicais. Porém, pela força da maldição imposta por Asmodeus, o disfarce é muito penoso para ser mantido, e caso precise entrar em combate, ele reverterá à aparência real: Uma lesma gigante com pequenos braços malformados e um rosto grotesco que parece sempre em agonia.
Além disso, Baalzebub não é capaz de disfarçar-se enquanto estiver nos Nove Infernos. Nem ele, nem qualquer aspecto dele.

Dispater, o Duque de Ferro de Dis

Dispater. Fonte: Book of Vile Darkness.

Dispater. Fonte: Book of Vile Darkness.

Dispater é talvez o mais conservador dos Lordes dos Infernos. Arquiduque de Dis, a segunda camada dos Nove Infernos, ele é conhecido por sempre ter uma garantia e nunca assumir grandes riscos. Ele jamais sai da Torre de Ferro, onde ele é invulnerável. Apenas quando Asmodeus o chama que ele sai de lá, e mesmo assim, tão logo possa, ele retorna rapidamente para ela.

Dispater é extremamente polido e controlado. Ninguém jamais o testemunhou tendo um acesso de fúria. Ele sempre porta-se da maneira mais cavalheiresca possível. No entanto, pobre daquele que confundir suas boas maneiras com fraquezas. Dispater é um dos diabos mais antigos que existem, e ele já precisou destruir muitos inimigos para sobreviver até hoje.

Ele é grande inimigo de Baalzebub, quem ele não respeita por não ser um verdadeiro diabo, mas sim um ser celestial que caiu em desgraça. Dispater não mede esforços para frustrar os planos de Baalzebub sempre que pode.

Causa: Dispater é o patrono da Guerra e Intriga. E ele aconselha seus servos a tentarem serem o mais discretos o possível, porém, quando precisarem usar a violência, que sejam implacáveis. A ação deve ser tomada com cautela, porém, uma vez tomada a decisão, não devem demonstrar misericórdia..

Warlocks:
Cantrips: Blade Ward, Eldritch Blast;
• 1st Level Spells: Protection from Evil and Good, Witch Bolt;
Invocations: Armor of Shadows, Fiendish Vigor;
Pact Boon: Pacto da Lâmina. Sendo que as armas invariavelmente têm a aparência de serem bastante pesadas e cobertas por ferrugem.

Aparência: Dispater sempre apresenta-se como um Tiefling bastante forte, alto (sempre com pouco mais de 2 metros de altura) e olhos com um intenso brilho vermelho. Sempre com vestes nobres e finas, ele carrega um cetro longo com a ponta no formato de uma maça.
Entretanto, cauteloso, Dispater jamais deixa sua torre, e caso precise manifestar-se no Plano Material Primário, ele envia uma de suas Erinyes em seu lugar.

Eltab, o Lorde da Camada Esquecida

Eltab, por Wayne England. Fornte: Champions of Ruin.

Eltab, por Wayne England. Fornte: Champions of Ruin.

Lorde Eltad já foi um dos demônios mais importantes do Abismo, rivalizando Orcus e Demogorgon. Ele é o lorde da 248ª camada do Abismo, conhecida como a Camada Esquecida. Em Faerûn ele é conhecido por ser um antigo Lorde Demoníaco que semeou a destruição na parte leste de Faerûn por séculos.

Originalmente convocado por demonistas de Narfell para auxiliá-los na longa guerra contra Raumanthar, Eltab invadiu Rasheman e governou o país por muitas décadas após a queda de Narfell. Após ter sido aprisionado pelas Bruxas de Rashemen e liberado pelos cruzados de Myrkul há treze séculos, ele ajudou a instaurar a teocracia de Eltabranar, na parte de Shaar hoje conhecida como a Terra dos Monstros.

Ele foi importante na Batalha de Thazalhar, quando os Mago Vermelhos enfrentaram os Reis-Deuses de Mulhorand e estabeleceram a nação de Thay. Sem saber como banir Eltab de volta ao Abismo, os Magos Vermelhos encarceraram-no sob a cidade de Eltabbar.

Há um século, o lich governador de Thay, Szass Tam, liberou Eltab uma última vez, na tentativa de subjugá-lo permanentemente. Diante de sua falha, o poderoso mago tentou destruir o Lorde Demônio, e acredita até hoje ter sido bem sucedido.

Finalmente liberto e dado como morto, porém, ainda preso a Faerûn, o Lorde da Camada Esquecida trama contra seus inimigos e planeja sua ascensão em seu refúgio na Cidadela dos Conjuradores, uma antiga cidade construída pelo imperio Narfell escondida em algum lugar de Impiltur.

Causa: Eltab busca vingança contra aqueles que o aprisionaram no passado e seus descendentes, sempre buscando a destruição dos Magos Vermelhos de Thay, das Bruxas de Rashemen e dos descendentes de Mulhorand. Ele não tem raiva especial dos descendentes do antigo império de Narfell, já que ele vê sua vinda para Faerûn como uma oportunidade de conquistar este mundo e adicionar seus territórios à sua camada no Abismo. E ele conta com seus asseclas para angariar poder de todas as formas, aproximando-o cada vez mais de seus objetivos.

Warlocks:
Cantrips: Eldritch Blast, True Strike;
• 1st Level Spells: Armos of Agathys, Witch Bolt;
Invocations: Agonizing Blast, Devil’s Sight.
Pact Boon: Pacto da Lâmina. Sendo sempre armas decoradas com chifres, cravos ou espinhos, dando-lhe uma aparência bastante agressiva.

Aparência: Eltab é um humanóide com quase cinco metros de altura, com um corpo coberto por placas ósseas escuras, uma face canina e pequenos olhos que brilham um amarelo intenso. De sua cabeça e ombros saem numerosos espinhos e chifres.

Inthracis

Um canoloth e um ultroloth. Por Wayne Reynolds. Fonte: Manual of the Planes (3e)

Um canoloth e um ultroloth. Por Wayne Reynolds. Fonte: Manual of the Planes (3e)

Inthracis é um yugoloth, mais precisamente um ultroloth, necromante extremamente poderoso. Ele é um dos daemônios mais poderosos da Fenda de Sangue, e almeja exatamente o mesmo que qualquer outro ultroloth: tornar-se o Oinoloth, o General da Fenda de Sangue.

Cuidadoso por natureza e detentor de uma mente afiada, Inthracis sabe muito bem calcular os riscos que assume. Ele sempre pondera suas decisões com a ajuda de informantes e magias de adivinhação, a fim de tomar o melhor curso de ação sempre. E, por garantia, sempre mantém ao menos um clone pronto para ser usado, bem como faz uso muitas contingências para garantir que sempre sairá vivo de qualquer situação.

Ele é obsecado com a noção de que há falhas em sua memória provocadas pelo uso excessivo dos clones, e mais de uma vez enviou seus servos investigarem o que aconteceu com ele momentos após alguma de suas mortes.

É dito que Inthracis habita uma fortaleza construída inteiramente com os corpos de centenas de milhares de mortais, todos unidos e moldados através de necromancia. E que a magia que o permitiu construir tal fortaleza também mantém os corpos mortais num estado moribundo no qual eles ainda sentem medo e dor. No centro desta fortaleza fica a fabulosa biblioteca de Inthracis, que é recheada de livros vindos dos mais distantes cantos do multiverso.

Por ser um Yugoloth, Inthracis vende os serviços de seu exército particular, o Regimento do Chifre Negro, para diversas facções envolvidas na Guerra Sangrenta. Através das eras seu exército ganhou a reputação de ser composto por guerreiros habilidosos e assassinos eficientes, havendo lutado em diversos pontos dos Infernos, inclusive nos portões de Dis (onde seu segundo clone foi morto), e em várias camadas do Abismo.

Normalmente, Inthracis não aceita pagamentos diretos, seja em ouro, seja em almas. No lugar, ele cobra um contrato, escrito ou verbal, mas sempre reforçado através de magia, de que seu cliente lhe pagará o favor no futuro. Agindo assim, o ultroloth criou um banco de favores que lhes são devidos por seres infernais de todos os tipos, de Lordes Demoníacos a barbazus. Ele guarda esses favores como se fossem sua real fortuna, aguardando o dia em que cobrará todos de uma vez e conseguirá destronar o atual Oinoloth.

Causa: Inthracis quer ascender a Oinoloth. Para tal ele precisa angariar poder de todas as formas. Sejam almas arrecadadas por seus asseclas (que ele usa para investir em seu exército), seja informações que ele possa vender, seja favores de seres extraplanares importantes. Ele espera que aqueles que o servem sejam mercenários como ele, e ficará muito feliz caso lhe consigam clientes para seus serviços.

Warlocks:
Cantrips: Eldritch Blast, Prestidigitation;
• 1st Level Spells: Command, Comprehend Languages;
Invocations: Book of Ancient Secrets, Eldritch Sight;
Pact Boon: Pacto do Tomo. O Livro das Sombras que seus asseclas ganham sempre tem uma aparência diferente, e não segue um padrão em aparência. Mas todos vêm da biblioteca pessoal de Inthracis, e quase sempre possuem algum tipo de anotação feita pelo daemon em suas páginas.

Aparência: Inthracis é alto e magro, sua pele é toda negra e uniforme, como se ele fosse feito completamente de sombras. Seu rosto não apresenta feições, exceto por seus olhos, gigantes e insectóides, que parecem suas gemas vermelhas reluzentes. Ele sempre veste robes finos, quase sempre com um manto de tecido caro para acompanhar. Inthracis tem uma atitude bastante de “mãos à obra” e sempre atende pessoalmente quando convocado.

Lady Fierna de Phlegethos

Belial e Fierna. Fonte: Book of Vile Darkness.

Os lordes de Phlegethos. Fonte: Book of Vile Darkness.

Lady Fierna é a filha de Belial e governa a quarta camada dos Nove Infernos junto com seu pai. É dito que ela não é mais do que uma mera porta-voz da vontade de Belial, sendo irrelevante nas tomadas de decisões que envolvem seus domínios. E que passa a eternidade banhando-se nas piscinas de magma enquanto Gazra, seu general, cumpre com os deveres que caberiam à arquiduquesa.

Esta é uma mentira perpetuada pela própria Fierna, que aproveita-se do fato dos demais diabos subestimarem-na para poder estender suas influências sem ser incomodada. Talvez por isso que ela seja tão procurada entre aqueles que desejam fazer um pacto infernal. Pobre o mortal que acredita em tudo o que lê e cometer o erro de subestimá-la no momento da barganha.

Apesar de ser uma das criaturas mais ardilosas dos Nove Infernos, Lady Fierna possui um temperamento terrível. Quando frustrada, ela é tomada por uma raiva que faz com que o chão de toda Phlegethos trema. E por mais que as lendas de sua fúria lhe prestem a reputação de descontrolada, arquiduques e alguns Warlocks que já testemunharam-na em pleno acesso de cólera conseguem ainda ver a calma lógica comum aos líderes dos baatezu em seus olhos.

Causa: Fierna é patronessa das chamas e da dor. Ela espera que aqueles que ela reveste de poder levem a dor e morte pelas chamas a todos aqueles que se interpuserem em seu caminho. Adicionalmente, seu pai, Belial é patrono dos segredos, dominação e sedução. Então, apesar de não ser uma exigência levar também a causa de seu pai, ela não vê com bons olhos aqueles que partilham segredos, deixam-se subjugar ou que se negam a seduzir sempre que têm chance.

Warlocks:
Cantrips: Eldritch Blast, Friends;
• 1st Level Spells: Burning Hands, Charm Person;
Invocations: Mask of Many Faces, Thief of Five Fates;
Pact Boon: Pacto do Tomo. Sendo que o Livro das Sombras entregue é sempre um grimório de páginas escuras, que parecem terem sido feitas à partir de uma mistura de piche com sombras. Igualzinho o tomo dado por Belial a seus Warlocks.

Aparência: Lady Fierna sempre adota a aparência de uma mulher alta, de cabelos negros e corpo sensual. Ela possui um par de chifres pequenos saindo de sua testa, seus olhos vermelhos ardem com promessas de prazeres da carne e suas vestes sempre exalam devassidão.

Mortalha Rubra, a Senhora dos Venenos

Mortalha Rubra, por Ben Wootten. Fonte: Dungeon Magazine #148 ("Well of Darkness")

Mortalha Rubra, por Ben Wootten. Fonte: Dungeon Magazine #148 (“Well of Darkness”)

Filha de Malcanthet, a Raínha das Succubi, e Pazuzu, um Lorde Demoníaco, bem como mãe de uma succubus famosa: Fall-From-Grace. Mortalha Rubra é uma das succubi mais conhecidas fora do Abismo. Sua história é bastante nebulosa, mas todas as referências a seu respeito dizem que ela deixou um rastro de morte e traição pode onde que que ela tenha passado, comumente servindo de concumbina de diversos lordes demoníacos até começar a prestar serviços a Graz’zt, o Príncipe Negro dos Tanar’ri.

Supostamente, Mortalha Rubra traiu Graz’zt e foi forçada a fugir até a Planície dos Infinitos Portais, a primeira camada do Abismo, onde ela destronou um antigo servo de Baphomet e tomou para si o domínio de cidade de Fronteira Quebrada, a cidade na beira do Abismo. Cidade, esta, que ela conseguiu defender com sucesso de diversas tentativas de invasão.

Aparentemente, Mortalha Rubra está contente com seu nível atual de poder e influência. Ela já controla uma das principais cidades-portais do Abismo há dois séculos, e aparentemente eliminou todos os seus rivais. Sua reputação como mestre dos venenos é ímpar, e o Cartel do Pecado Original, fundado por ela, é hoje um poder político amplamente reconhecido por todo o Abismo. Ela é ainda conhecida por manipular cultistas que servem outros Lordes Demoníacos para obter informações e favores.

Causa: Estabelecida em seu patamar atual de poder, Mortalha Rubra busca agora tornar-se uma verdadeira Lorde do Abismo. Mais especificamente, ela quer tomar o lugar de sua mãe, Malcanthet, e tornar-se a Rainha das Succubi. E para tal, ela vai precisar de muitas almas. Seus seguidores devem tentar angariar tantas almas quantas forem possíveis. Não importa o método escolhido pelo Warlock para fazê-lo.

Warlocks:
Cantrips: Friends, Poison Spray;
• 1st Level Spells: Charm Person, Command;
Invocations: Beguiling Influence, Gaze of Two Minds;
Pact Boon: Pacto das Correntes. Os familiares sempre possuem a forma de animais peçonhentos, como serpentes, escorpiões e aranhas.

Aparência: Mortalha Rubra é uma succubus atraente, com pele clara, cabelos vermelhos e compridos, grandes asas de morcego e olhos que parecem sempre desejosos. Para qualquer lugar que vá, ela é sempre acompanhada por uma comitiva composta por pelo menos cinco demônios: um quarteto de hezrous e seu guarda-costas Ygrax (um Bar-Igura).

Príncipe Levistus de Stygia

Levistus. Fonte: Book of Vile Darkness.

Levistus. Fonte: Book of Vile Darkness.

Levistus é um dos baatezu mais antigos dos infernos, sendo talvez mais antigo que Dispater. Num passado distante ele cometeu uma transgressão terrível e foi preso num iceberg por Asmodeus. Neste momento o Rei do Inferno jurou que jamais libertaria o nobre traidor. Escolásticos não têm muita certeza da natureza desta traição. Alguns especulam que ele tomou para si uma concubina de Asmodeus. Outros que ele tramou usurpar o domínio dos Nove Infernos para si. A verdade, apenas Levistus e Asmodeus sabem.

Milênios depois, quando Asmodeus depôs Geryon, ele acordou Levistus de seu sono e ofereceu-lhe o comando da sexta camada infernal. Entretanto, Armodeus não libertou o nobre traidor do gelo que o prende, forçando Levistus a sempre agir sob o intermédio de outros.

Apesar de estar preso e seu poder em muito diminuído, o Príncipe Levistus tem estado bastante ocupado com seus planos, delegando suas tarefas aos amnizu de Stygia, que são gratos de responderem diretamente ao arquiduque, no lugar de estarem presos à hierarquia normal dos infernos. Isso tem ganho a simpatia de muitos dos diabos hierarquicamente inferiores, e há rumores de que ele está perpetrando uma revolução que mudar o sistema de castas de Baator.

Causa: Levistus é o patrono da vingança e da traição. Como tal, ele reprova que seus Warlocks confiem demais em outros mortais. Sua confiança deve ser toda depositada apenas em Levistus.

Warlocks:
Cantrips: Chill Touch, Minor Illusion;
• 1st Level Spells: Armor of Agathys, Hex;
Invocations: Beguiling Influence, Voice of the Chain Master;
Pact Boon: Pacto das Correntes. Seus familiares geralmente assumem a forma de corvos ou gatos pretos.

Aparência: Ninguém há milênios vê a real aparência de Levistus, preso no gelo. Quando tem de lidar com Warlocks, ele atua através de sinais e cartas. Porém, caso sua presença seja plenamente necessária, como no caso de uma convocação, ele é capaz de enviar em seu lugar Malagard, uma amnizu que é seu braço direito e teve parte de sua essência permeada e alterada por Levistus. O que justifica tal quebra de protocolo, ninguém sabe, mas nenhum outro lorde baatezu veio tirar satisfações a respeito deste favorecimento.
Malagard comumente adota aparências variadas, porém, quando quer mostrar sua real natureza, ela assume a aparência de uma bruxa velha, às vezes dotada de asas angelicais e quase sempre portando uma espada flamejante que parece leve como uma pluma em suas mãos.

– – –

O que acharam? Sugestões?

Anúncios

Sobre CF

A fellow brazillian player.

Publicado em 17/07/2015, em Original e marcado como , , , , , . Adicione o link aos favoritos. Deixe um comentário.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: