Arquivo mensal: julho 2015

Tormenta 5e parte IV: Bárbaros e Bardos

Tormenta para D&DNas primeiras três partes desta adaptação, eu falei sobre como lidar com as raças do D&D e de Tormenta caso quisesse usá-las no cenário. Vamos agora passar para as classes. Nesta parte, vou trazer as informações de cenário a respeito dos bárbaros e bardos de Arton, bem como sugerir de maneira breve como diferenciar personagens com Primal Paths e Bard Colleges diferentes.
Leia o resto deste post

No Olho do Observador: Gênios Malignos

Traduzido do original: In the Eye of the Beholder: Evil Genies no site Tribality.com. Por: Ben J. Latham

EfreetiOlá e bem vindo ao Olho do Observador. Nesta nova coluna eu vou oferecer uma abordagem em duas partes de um tópico: primeiro dissecando o conhecimento e narrativa, oferecendo dicas de mestre relacionadas; depois oferecendo exemplos de regras (normalmente voltadas para a 5e, mas posso ter algum material de referência da 3.5) baseadas no assunto. Meus tópicos incluem monstros, tesouros, dungeons, facções e todas as diferentes ferramentas à disposição do Mestre para construir campanhas e aventuras. Sem mais, eu apresento-lhes o artigo inaugural do Olho do Observador!

Um gênio é um ser planar resultante da infusão de energia elemental em uma alma humana. A criatura resultante não retém as lembranças correspondentes ao dono da alma, entretanto, ela manterá o gênero e as características de personalidade de quem era antes. Desta vez eu vou inspecionar os gênios malignos com o Olho do Observador e ver como podemos usá-los em nossas campanhas!
Leia o resto deste post

D&D: Considerações sobre a pesquisa de Junho de 2015

Original: D&D Monthly Survey (28/07/2015) da Wizards of the Coast. Por Mike Mearls.

D&DMais uma vez, é hora de raciocinar em cima do que vocês acham do D&D.

Na última vez pedimos para vocês nos dizerem quais cenários, conceitos e raças de personagens clássicos vocês queriam ver atualizados. Conforme esperado, parece que muita gente se interessa por esses tópicos, então tivemos a maior quantidade de votos de uma pesquisa desde quando começamos com elas. Então, o que aprendemos?
Leia o resto deste post

Tormenta 5e parte III: As Raças Rejeitadas

Tormenta para D&DNa primeira parte desta adaptação, eu ofereci algumas idéias de como usar em jogo as raças comuns ao D&D e Tormenta. Na segunda parte, eu ofereci uma adaptação das raças exclusivas de Tormenta para as regras do D&D. Nesta terceira parte, a última a lidar com raças de personagens, ofereço algumas orientações sobre como usar as raças dos livros básicos de D&D que não existem no mundo de Arton. Claro, como tudo o que viu até agora, estas são apenas sugestões. No seu jogo você faz como preferir.
Leia o resto deste post

Quem faz as aventuras do D&D?

D&DExistem agora três grandes módulos de aventura para o D&D 5ª Edição. Tem a campanha em duas partes Tyranny of Dragons produzida pela Kobold Press; tem a Princes of the Apocalypse, do Sasquatch Game Studios; e tem a iminente Out of the Abyss, da Green Ronin Publishing. Todas elas são aventuras oficiais produzidas para a Wizards of the Coast por outras empresas. Mas como funciona este arranjo? Qual é a relação entre a companhia produzindo o material e a companhia responsável pela publicação? Jeremy Crawford, da Wizards of the Coast, disse ontem ao site EN World que o termo “terceirização” não descreve bem o funcionamento deste acordo.
Leia o resto deste post

Mini Aventura: A Vila Sem Crianças

Lenda dos Cinco Anéis logo verticalPara comemorar a chegada da Lenda dos Cinco Anéis no Brasil, apresento aqui uma mini-aventura de mistério para você jogar com seu grupo. Seguindo uma versão um pouco mais elaborada do modelo de sementes de aventuras Desafio/Foco/Saque apresentado no Livro Básico, esta mini-aventura tem 3 páginas e de quebra oferece estatísticas para uma criatura nova.

A Vila Sem CriançasDownload: A Vila Sem Crianças
por CF Veiga | 3 páginas

Pode ser mestrada em qualquer época de Rokugan

Nível do Grupo: Qualquer um (preferencialmente baixo)

Sword Coast Adventurer’s Guide em Novembro!

image

A Wizards of the Coast anunciou hoje seu primeiro livro básico de cenário. O Sword Coast Adventurer’s Guide vai detalhar o pedaço mais famoso do cenário de Forgotten Realms. A Costa da Espada, onde ficam as cidades de Baldur’s Gate, Candlekeep, Daggerford, Waterdeep, Neverwinter.

Criado em parceria com a Green Ronin Publishing (responsável por Mutantes e Malfeitores, Dragon Age RPG, Guerra dos Tronos RPG), o livro tem lançamento previsto para o dia 3 de Novembro e deverá custar US$39,95. E ele será o primeiro livro oficial de cenário lançado para o Dungeons & Dragons 5ª Edição.

image

Capa do Sword Coast Adventurer’s Guide

Mulher na Mesa

DicasOu: Como jogar com seres humanos.

Edit: O blog Livro dos Espelhos publicou a Carta Aberta das Mulheres RPGistas, provavelmente o melhor texto que você poderia ler sobre o assunto em português.

Versão curta: Estamos no século XXI. Já passou da hora de parar de aprender como lidar com jogadores mulheres/trans/negros/homossexuais/leitores-da-Caras e começarmos a simplesmente tratar as pessoas com quem jogamos como pessoas de carne e osso que merecem respeito.

Versão longa:
Leia o resto deste post

Pactos Infernais – parte III

Chegamos, então, ao post final desta série curta sobre pactos infernais para warlocks. Caso não tenha lido os posts anteriores, recomendo que o faça. Eles podem ajudar bastante para tornar este aspecto de seu personagem mais interessante de ser explorado.

Então, vamos ao material.
Leia o resto deste post

Tormenta 5e parte II: Raças de Arton

Tormenta para D&DNa primeira parte desta série, eu apresentei algumas informações sobre como encaixar as raças comuns do D&D e de Arton na forma que eu acredito encaixarem-se melhor no cenário de Tormenta. Agora vou mostrar a vocês a minha visão de como adaptar para o D&D 5ª Edição as raças básicas do cenário. Estas são as raças básicas do cenário de Tormenta que não constam no Livro do Jogador do Dungeons & Dragons. As descrições delas estão disponíveis no Capítulo 2 do livro básico de Tormenta.
Leia o resto deste post